conecte-se conosco

Política

Governo quer criar uma assistência mensal para catadores de 261,25 reais

Se aprovada, a conta prevê um subsídio mensal de 25% do salário mínimo

Publicados

em

Mceara.News 2020.07.21 07 29 06

O governo do estado do Ceará espera começar a prestar assistência social em breve. Na segunda-feira (20), o governador Camilo Santana enviou um projeto de lei à Assembleia Legislativa para prestar assistência mensal aos catadores de materiais recicláveis.

Segundo o Governo do Ceará, se aprovado pela legislatura, o governador apontou nas mídias sociais que a assistência será de 25% do salário mínimo.

“Enviei mais uma ação de apoio social para Assembleia Legislativa que deverá está sendo avaliada e votada esta semana, que é o auxílio-catador, para aqueles profissionais que trabalham com coleta seletiva de resíduos sólidos em todo o Ceará. Muitas famílias vivem dessa atividade. Esperamos atender a centenas de milhares de trabalhadores nessa área importante. O auxílio vai representar algo entorno de 1/4 de salário mínimo por mês. Espero que esse projeto de lei seja aprovado o mais rápido para que a gente possa colocar em execução”, disse Camilo. O trabalho será executado junto com a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará.

O principal executivo do estado também comentou que hoje assinou uma lei que estabeleceu o ex-conselho do governador. “É uma ação pioneira no Brasil. Um conselho que não tem remuneração e deverá se reunir cerca de duas vezes por ano para discutir o futuro e os desafios que temos no Ceará. Isso mostra a importância de colocarmos o Estado acima da política, ideologias e diferenças”, disse Camilo.

Além do atual gerente, o conselho de administração também inclui os ex-governadores Ciro Gomes, Cid Gomes, Tasso Jereissati, Gonzaga Mota, Adauto Bezerra, Lúcio Alcântara e Chico Aguiar.

Por fim, Camilo Santana enfatizou a importância de as pessoas continuarem com os cuidados necessários para se protegerem do coronavírus. “Ainda não voltamos ao normal. A doença está crescendo em algumas partes do mundo e não queremos tê-la aqui no Ceará. Portanto, a prevenção é essencial: lavar as mãos, manter distância, evitar multidões e usar a máscara obrigatoriamente ”, aconselhou o governador.

Propaganda